6 soluções criadas por startups brasileiras para alavancar os negócios em 2018

Empresas com foco em inovação, sobretudo aquelas com perfil de startup, desenvolveram nos últimos anos soluções inteligentes que visam dar maior tração aos negócios de outras empresas ao desburocratizar processos, facilitar operações e baratear despesas recorrentes. Se esse kit de ferramentas básicas ajudou o empresariado a reduzir danos durante a crise, agora ele se torna fundamental para os negócios crescerem no vácuo da recuperação econômica.

Na lista abaixo, elencamos algumas dessas soluções disruptivas criadas por startups brasileiras que visam facilitar o dia a dia dos negócios ao prepará-los para a transformação digital.

Pagamento sob medida

O setor de pagamentos ainda é um pedra no sapato dos empresários brasileiros, que só este ano foram contemplados pela tão aguardada decisão do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) que pôs fim à exclusividade das maquininhas Rede e Cielo no recebimento de pagamentos com cartões de suas respectivas bandeiras Elo e Hipercard. A decisão abriu o mercado para startups que oferecem soluções a preços mais acessíveis e sob demanda do cliente. É o caso da Stone Pagamentos, marca que se destaca pela oferta de soluções personalizadas que privilegiam especialmente o pequeno e médio empresário. A tecnologia de código aberto da empresa permite acoplar novas formas de pagamento, como a pulseira contactless (sem contato).

Gestão financeira inteligente

O departamento financeiro é o principal foco de problemas de ordem burocrática. E se não houver um total controle, pode acabar levando a companhia à falência. Por isso, a gestão do fluxo de caixa é fundamental. Pensando nisso, a Equals se lançou ao mercado como uma fintech especializada na gestão financeira e conciliação de vendas. A empresa criou uma solução que permite controlar todas transações realizadas por meio do gerenciamento completo do fluxo de recebíveis, possibilitando um aumento na produtividade e redução de perdas com débitos duplicados e outros desfalques que afetam o caixa das empresas.

Pagamento sem burocracia

O fluxo percorrido pelo dinheiro no processamento de um pagamento é complexo e envolve diversos agentes de uma longa cadeia, o que costuma causar transtornos para as empresas que possuem redes de estabelecimentos. Por isso, a startup Hash lab criou uma plataforma própria que permite que qualquer empresa seja um Provedor de Serviços de Pagamento (PSP), ou melhor, que seja sua própria maquininha de cartões, personalizando o serviço de pagamento de acordo com as demandas do negócio. Assim, o empresário que antes precisava se comunicar com todos os elos da cadeia de pagamento ganha autonomia na hora de controlar o fluxo de caixa e planejar compra de estoques para as lojas, gerindo melhor sua rede de estabelecimentos.

Retenção e recuperação do cliente

Fazer o consumidor entrar na loja não é o maior dos desafios para o e-commerce. O desafio é convencê-lo a efetivar a compra ou retornar o mais breve possível para concluir seu pedido. Para acelerar esses processos, a ShopBack, multiplataforma para recaptura e retenção de clientes por meio de Big Data, usa tecnologia avançada para análise de comportamento de usuários que permite identificar o contato do comprador sem ele ter sequer preenchido qualquer informação no site visitado. A partir daí, realiza ações de retargeting personalizado com recursos de engajamento no e-commerce, aumentando taxas de conversão em até 35%.

Análise assertiva do consumidor

Da mesma forma que o comércio físico migrou para a internet, a tecnologia online invadiu o varejo tradicional, automatizando processos que antes dependiam do olho do vendedor. Nessa linha, a FX Retail Analytics desenvolveu uma solução para ajudar o varejo físico a monitorar o fluxo e comportamento de pessoas que transitam dentro e fora dos estabelecimentos. Por meio de uma tecnologia que não depende de cabos ou servidores locais, a ferramenta da FX é capaz de monitorar e informar a quantidade de visitantes, horários de pico de movimentação nas lojas, taxa de atratividade, entre outros indicadores, permitindo que o comerciante tome decisões mais assertivas.

Agilidade nas compras

O mundo da tecnologia também redefiniu as relações do departamento de compras das empresas. Esse é o foco da Nimbi, empresa especializada em gestão da cadeia de suprimentos que atua com empresas de médio e grande porte da indústria. A companhia desenvolveu uma plataforma de gerenciamento que agiliza todo o processo de compra das empresas. Tendo como referência o Netflix e o Spotify, a Nimbi vende pacotes de serviços por assinatura, sem custo de implementação, que variam de acordo com o porte e necessidades de cada cliente. A plataforma automatiza processos, mostra fornecedores com preço mais em conta e coloca os profissionais em posição estratégica para a tomada de decisões.

Você também poderá gostar...