Artecola Química é finalista pelo segundo ano consecutivo do Prêmio Nacional de Inovação

somos-inovadores-inovação-we-are-innovative-innovation-industria-cni-fiesp-firjan-fiergs-criatividade-brasil-brazil-sao-paulo-porto-alegre-bravence-aldo-della-rosa-105
Premiação será entregue  (13/5), em São Paulo (SP). Empresa está entre 28 finalistas de 2 mil inscritos, nas categorias Gestão da Inovação e Inovação Tecnológica.
Com 2.219 inscritos de todo o país, o Prêmio Nacional de Inovação (PNI) terá o anúncio dos vencedores nesta quarta-feira, 13 de maio, em São Paulo (SP). A Artecola Química concorre em duas categorias, marcando presença duas vezes no seleto grupo de 28 finalistas, que representam apenas 1,28% do total de projetos concorrentes. “Esta é uma classificação de grande importância para nós, pois estamos pelo segundo ano consecutivo entre os finalistas, e nos dois anos com dois cases. A inovação e a sustentabilidade são pilares de nossa atuação, e o PNI avalia exatamente esses aspectos, o que nos dá importante retorno sobre as práticas de nossa empresa”, avalia a Diretora Executiva da Artecola Química, Lisiane Kunst.
Entre os 28 projetos finalistas, apenas duas empresas concorrem em duas categorias, e uma delas é a Artecola Química. A empresa concorre na categoria Gestão da Inovação, com o relato de todas as práticas de promoção da cultura inovadora, e na categoria Inovação Tecnológica, com o case Ecofibra.
A categoria Gestão da Inovação avalia todas as práticas de promoção da cultura inovadora na organização, como o Programa Gestão de Ideias, existente desde 2004 e recentemente premiado no Top Ser Humano ABRH-RS, além de ações que estimulem a criatividade e o ambiente de colaboração (como o Blog In³ e a disponibilização de espaços criativos).
Na categoria Inovação Tecnológica, a Artecola concorre com o Ecofibra, produto inovador e sustentável, que além de ter sido desenvolvido pela empresa, representou importante ganho de mercado, especialmente nos setores calçadista e automotivo. Os impactos econômicos, sociais e ambientais da linha Ecofibra são os grandes argumentos para que a inovação esteja entre os finalistas.
O Prêmio Nacional de Inovação é uma iniciativa da Mobilização Empresarial da Inovação (MEI) para reconhecer as empresas brasileiras que contribuíram para o aumento da competitividade do país pela utilização de sistemas e técnicas voltados para o aprimoramento da gestão da inovação, bem como pela implementação de projetos inovadores. A realização é da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE) e Movimento Brasil Competitivo (MBC), com a parceria do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial – SENAI, Instituto Euvaldo Lodi (IEL), Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP), e do Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI).
EMPRESAS ARTECOLA – A Artecola Química, fabricante de adesivos e laminados para diferentes mercados, integra as Empresas Artecola, corporação em atividade desde maio de 1948 e presente no Brasil, Chile, Argentina, Peru, Colômbia, México e China. A companhia, que também atua com a MVC (plásticos de engenharia) e a Arteflex (equipamentos de proteção individual), soma um histórico de pioneirismo e inovação em seus 67 anos de trajetória, produzindo especialidades para diferentes mercados. Mais informações podem ser obtidas em www.empresasartecola.com.br.

Você também poderá gostar...