Brasileiros fecham US$ 115,9 milhões em negócios no SXSW

O Brasil fez bonito no South by Southwest (SXSW), maior festival de economia criativa do momento. A maior delegação de empresas jamais levada pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex) já contabiliza US$ 115,9 milhões de negócios fechados nos encontros ocorridos entre os dias 9 e 18 de março em Austin, capital do Texas. Os números de sucesso não ficam por aí: além de boas transações, os participantes disseram ter   feito contato com mais de 1.600 possíveis compradores, investidores e parceiros. Sendo que mais de 80% dessas pessoas fizeram contato com as empresas brasileiras pela primeira vez. Esses números ainda vão aumentar, uma vez que somente 58 das 77 empresas que viajaram com a delegação brasileira divulgaram seus números.

“Este ano, viajamos mais fortes. Tivemos um crescimento de 500% no número de empresas que participaram de 2014 para cá.  Fortalecemos tanto as ações de negócios como as de promoção da imagem do Brasil”, afirmou Márcia Nejaim, diretora de Negócios da Apex-Brasil.

Além da delegação integrada por pequenas e médias empresas, a Apex-Brasil coordenou uma campanha de promoção internacional do Brasil como parceiro de negócios. Essa iniciativa teve três frentes: o Lounge Be Brasil, que funcionava em uma sala do hotel JW Marriott, o centro de mídia do festival, onde brasileiros podiam trocar ideias com parceiros e clientes em um ambiente confortável, com cafezinhos e quitutes. O espaço brasileiro no Trade Show, local onde mais de 300 expositores de cinco continentes divulgam e vendem seus negócios, ainda sediou o estúdio Be Brasil, onde foram gravadas conversas entre empresários e influenciadores estrangeiros e brasileiros, transmitidas nas redes sociais da Apex-Brasil (@apexbrasil) e da campanha Be Brasil (@bebrasilbr).

A Apex-Brasil realizou, ainda, eventos de networking na churrascaria Fogo de Chão, um dos pontos mais bem localizados do SXSW. Ali, também, o artista plástico e muralista Eduardo Kobra pintou um mural representando a diversidade cultural do Brasil.

“No quinto ano da ação da Apex-Brasil no SXSW, vemos um resultado expressivo, não só em termos da presença de brasileiros inscritos (são mais de 1,3 mil) quanto na participação de grandes empresas brasileiras que não estariam aqui não fosse pelo trabalho desenvolvido ao longo desses anos”, disse Tracy Mann, responsável por Negócios Internacionais do SXSW.

Você pode gostar...