China mantém interesse em área de infraestrutura no Estado

O presidente da Câmara de Comércio e Indústria Brasil-China (CCIBC), Charles Tang, disse na tarde destra segunda-feira (19), em palestra para industriais gaúchos na Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS), que infraestrutura, especialmente em áreas de energia, ferrovias, portos e aeroportos, segue como o principal objetivo dos chineses no Estado. Tang falou sobre “Comércio entre Brasil e China: desafios e oportunidades” durante a reunião do Conselho de Comércio Exterior (Concex) da entidade, moderada pelo vice-coordenador do Concex, André Meyer da Silva. No ano passado, os chineses adquiriram o controle acionário do grupo CPFL Energia, e se associaram a algumas hidrelétricas com a Companhia Estadual de Energia Elétrica (CEEE). Charles Tang comentou ainda sobre a possibilidade de o Rio Grande do Sul receber uma montadora de tratores, e na sequência a instalação de uma planta para fabricação em território gaúcho. Propôs também que uma missão empresarial do Estado visite o país asiático ainda este ano em busca de investimentos e parcerias.

O presidente da CCIBC enfatizou que os chineses lideram o movimento de transformação e governança global, assumindo a responsabilidade que exercem como nação da segunda economia do planeta. Prevê que, em sete ou oito anos, a China ultrapasse o PIB americano, assumindo definitivamente o posto de principal economia do mundo. Por isso, os demais países devem ser receptivos aos projetos de investimentos da nação asiática. “Poucos empresários enxergam a China como ameaça, a maioria vê como oportunidade”, destacou. O senador Lasier Martins, um dos articuladores da visita de Tang à FIERGS, participou da reunião. “A China não faz segredo de que o seu principal interesse na América Latina e país que ela está investindo muito é o Brasil. Queremos ver o Rio Grande do Sul envolvido nisso”, disse o senador.

Você também poderá gostar...