Comitiva discute o projeto do Centro de Inovação de Criciúma

somos-inovadores-inovação-we-are-innovative-innovation-industria-cni-fiesp-firjan-fiergs-criatividade-brasil-brazil-sao-paulo-porto-alegre-bravence-aldo-della-rosa-42

O Centro de Inovação de Criciúma tem o objetivo de fomentar a inovação e o empreendedorismo, respeitando a vocação econômica de cada região

Nesta quinta-feira o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDS), Carlos Chiodini, esteve em Criciúma para participar da reunião que discutiu os entraves para iniciar a instalação do Centro de Inovação no município. O encontro foi realizado na Universidade do Extremo Sul Catarinense (Unesc). O Centro de Inovação de Criciúma é um dos 13 que estão sendo construídos no Estado, com objetivo de fomentar a inovação e o empreendedorismo, respeitando a vocação econômica de cada região. “Nós viemos nos colocar à disposição para viabilizar o projeto e conhecer de perto os problemas. Esta será uma importante obra para a região e estamos tratando as últimas barreiras burocráticas para que seja iniciada o mais breve possível”, declarou o secretário Chiodini.
Segundo o reitor da universidade a presença da comitiva demonstra a preocupação do poder público em solucionar o problema e dar celeridade a obra. “Nosso entrave é com relação a burocracia da doação do terreno, vamos fazer as últimas análises e marcar uma reunião com Ministério Público para podermos vencer esta barreira e começar a construção do Centro de Inovação”, relata Volpato.
Após a reunião a comitiva foi conhecer o terreno que será destinado para construção do Centro de Inovação, que fica dentro do Iparq da Unesc e já engloba incubadoras de pesquisa. O projeto dos Centros de Inovação é realizado em parceria com prefeituras e instituições de ensino. O valor da obra na região foi orçado, inicialmente, em R$ 7,6 milhões para o prédio de 3.800 metros quadrados. Os Centros de Inovação são as primeiras obras públicas em Santa Catarina projetadas em Building Information Modeling (BIM), modelo no qual é possível criar a documentação e as informações digitais coordenadas do empreendimento, acelerando a finalização de modo seguro, mais econômico e com impacto ambiental reduzido.

Os edifícios estão sendo construídos em Lages, Chapecó, Joaçaba, Jaraguá do Sul, São Bento do Sul e Tubarão. Além destas cidades, receberão o projeto Florianópolis, Blumenau, Joinville, Brusque, Rio do Sul e Itajaí. O encontro desta quinta-feira contou com a presença do secretário de Desenvolvimento Regional (SDR), João Fabris; do reitor da Unesc, Gildo Volpato; e de uma comitiva de parlamentares, os deputados estaduais Cleiton Salvaro, Luiz Fernando Vampiro e Ricardo Guidi; além do diretor de Ciência, Tecnologia e Inovação da SDS, Jean Vogel; entre outros representantes do setor de tecnologia da região.

Colaboração: Fabio Lima/Assessoria de Imprensa

http://www.engeplus.com.br/noticia/geral/2015/comitiva-discute-o-projeto-do-centro-de-inovacao-de-criciuma/

Você também poderá gostar...