Fausto Silva e Aldo Della Rosa


Fausto Silva, Apresentador da Rede Globo e Aldo Della Rosa

Fausto Corrêa da Silva, mais conhecido como Faustão, é apresentador do programa de auditório Domingão do Faustão, da Rede Globo.

Biografia

Iniciou sua carreira aos quatorze anos, como repórter da rádio Centenário de Araras, no interior de São Paulo. Logo depois, mudou-se para Campinas e trabalhou durante cinco anos na Rádio Cultura,[1] na qual comandou o musical New Pop International.[2]. Em 1970, foi contratado pela Rádio Record,[3] na capital paulista, para apresentar o jornal da noite, do qual era também redator, e se iniciou no mundo do esporte, passando a trabalhar como repórter de campo na Jovem Pan – Rádio Panamericana.

Além do rádio, Faustão também se dedicou ao jornalismo tendo sido contratado pelo jornal O Estado de S. Paulo, como repórter esportivo. Foi nessa função que foi levado para a Rádio Globo, em 1977, convidado por Osmar Santos. Nessa época, Osmar Santos estava cursando a faculdade de Administração Pública na Fundação Getulio Vargas e tinha aulas com nomes destacados da política como Eduardo Suplicy e André Franco Montoro.

Por obra do então diretor da Rádio Globo, Francisco Paes de Barros, e do chefe da equipe de esportes Edison Scatamachia, um horário foi conseguido na Rádio Excelsior para que Osmar Santos extravasasse esse entusiasmo com o programa Balancê, que recebia artistas de teatro e televisão, políticos,[4] contava no humor com a dupla Nelson Tatá Alexandre e Carlos Roberto Escova, na apresentação, além de Osmar Santos, com os locutores Juarez Soares, Jorge de Souza, Braga Júnior, Reynaldo Costa e o repórter Castilho de Andrade, na sonoplastia, com a lenda do rádio brasileiro, João Antônio de Souza, o Johnny Black, e na produção com Paulo Matiussi e Yara Peres. Fausto participava do programa como repórter ou assumindo a apresentação.

Em 1983, com o maior envolvimento de Osmar Santos em projetos em televisão e a ida de Juarez Soares para a TV Bandeirantes, Fausto se torna o primeiro apresentador do Balancê, acentuando o lado cômico com seu jeito escrachado, junto com a dupla de humoristas. Nessa época, assume a produção do programa a então secretária de Osmar Santos, ex-telefonista da Rádio Globo, Lucimara Parisi, e o jornalista Odir Cunha. Em outubro desse mesmo ano, o Balancê passa a ser transmitido com auditório, da lendária Palhaçaria Pimpão, no bairro da Santa Cecília, em São Paulo, Com a coordenação de produção de Mario Jorge Farath Miguel e o escracho e a diversão tomam conta do programa, que não deixa de receber artistas e políticos.

Perdidos na Noite

Em janeiro de 1984, Goulart de Andrade visita o Balancê. Impressionado, propõe a Fausto e toda a equipe a passagem do programa para a TV. Em março desse ano, vai ao ar pela TV Gazeta o Perdidos na Noite[2] (nome em português de um filme com participação de Jon Voight e Dustin Hoffman) em horário comprado por Goulart de Andrade. Em setembro, o programa passa para a Rede Record, e, em pouco tempo, se desvincula de Goulart de Andrade para assumir uma direção própria. Em 1986, o Perdidos na Noite passa a ser transmitido pela TV Bandeirantes para todo o brasil, sendo que antes era só transmitido para São Paulo. Na mesma emissora, Fausto chegou a apresentar o programa Safenados e Safadinhos.

Domingão do Faustão

Em 26 de março de 1989, estreia na Rede Globo, emissora em que até hoje apresenta o programa de auditório Domingão do Faustão, nas tardes de domingo,[5] com a participação de Caçulinha e Lucimara Parisi até 2009. O programa é um dos mais antigos da Rede Globo ainda no ar. Em maio de 2008, o programa chegou a sua milésima edição, sendo ele um dos programas de maior rendimento para a TV Globo.

 

Você pode gostar...