FIESC discute Inovação e Saúde do Trabalhador como estratégias para os negócios

somos-inovadores-inovação-we-are-innovative-innovation-industria-cni-fiesp-firjan-fiergs-criatividade-brasil-brazil-sao-paulo-porto-alegre-bravence-aldo-della-rosa-160

A busca pela inovação que é valorizada pelo consumidor e a melhoria da saúde e do bem-estar dos trabalhadores estiveram no centro dos debates do primeiro dia da Jornada Inovação e Competitividade da Indústria Catarinense 2015, da Federação das Indústrias de Santa Catarina (FIESC), que segue até sexta (22). O encontro debate temas fundamentais para o desenvolvimento do setor industrial nos próximos anos e conta com a presença de empresários, diretores e gerentes, autoridades, representantes de universidades e dirigentes de sindicatos de indústria.

Na abertura dos trabalhos sobre inovação, o presidente da FIESC, Glauco José Côrte, fez referência ao que é considerado um dos países mais inovadores do mundo. “Nos Estados Unidos, 80% dos pesquisadores estão envolvidos em trabalhos empresariais, comprovando que a inovação acontece nas empresas e que a demandas devem estar alinhadas com as necessidades do mercado”, afirmou o industrial.

“Na 3M, desde 1930, 6% das vendas são investidos em pesquisa e desenvolvimento”, revelou Luís Serafim executivo de Marketing da companhia. Com este investimento, conta, a empresa obteve mais de 100 mil registros de patentes até 2014. Porém, ele ressalta que a pesquisa só se transforma em inovação quando as pessoas, os clientes, veem valor em seu resultado. “Pesquisa é transformar dinheiro em conhecimento. A inovação transforma conhecimento em dinheiro novamente”, destacou.

Já a pesquisadora Martha Russell, da Universidade de Stanford, destaca a importância da cooperação. Ela analisou as redes de relacionamento formadas ao redor de universidades como o MIT, Harvard, Stanford e Berkley e constatou que as redes criadas são densas, com seus integrantes colaborando entre si e ajudando uns aos outros a fundar empresas e inovar. Para ela, este caminho, da colaboração e da busca de competências externas, também deve ser seguido pelas empresas que buscam a inovação.

Qualidade de vida

“Somos responsáveis por nossa saúde e a falta dela ocorre por causa de nós mesmos, em decorrência das nossas escolhas”, defendeu o pioneiro na integração da saúde, qualidade de vida e performance nas organizações e fundador do International Institute of Health Promotion (IIHP), Robert Karch.

De acordo com Karch, a promoção da saúde deve ser avaliada na sua totalidade. “É quase impossível a existência de uma companhia de qualidade composta por empregados sem saúde. Se eu não tenho saúde como indivíduo é muito difícil ser um membro da sociedade funcional. Tendo um empregado saudável se cria uma força de trabalho saudável”, disse Karch, destacando ainda que as pessoas devem ser proativas e promover a saúde do indivíduo integralmente. Karch também é autor do livro Global Perspectives in Workplace Health Promotion.

O presidente da FIESC destacou a necessidade de ações capazes de reverter esse quadro que afeta a produtividade. “Dados divulgados pelo Fórum Econômico Mundial revelam que os principais fatores que afetam o desempenho dos trabalhadores estão relacionados ao estilo de vida, tais como distúrbio de sono, dores nas costas e no pescoço, colesterol alto, ansiedade e hipertensão. Estes males geram impactos como presenteísmo (presença física com baixa produtividade), gastos com assistência médica, absenteísmo (falta ao trabalho) e incapacitação no médio e longo prazo”, pontuou Côrte, enfatizando que, no futuro, poucas empresas estarão preparadas para pagar as contas de custos com a saúde, a menos que se antecipem e cuidem dos seus trabalhadores.

Jornada
A jornada continua nesta quinta-feira (21) com palestras e debates sobre educação, no período da manhã, e ambiente institucional, durante a tarde. Na sexta-feira (22) pela manhã, em evento exclusivo para convidados, serão entregues a Ordem do Mérito Industrial e Sindical.

A Jornada é uma realização da FIESC em parceria com o SEBRAE/SC. Tem o patrocínio dos departamentos nacional e estadual do SESI e do SENAI, PREVISC, Optitel e CREDIFIESC, além de apoio do BRDE. A Associação Catarinense de Imprensa (ACI) é apoiadora institucional do evento.

Fonte: http://www.acontecendoaqui.com.br/fiesc-discute-inovacao-e-saude-do-trabalhador-como-estrategias-para-os-negocios/

Você também poderá gostar...