Livre docente da USP orienta sobre Programa de Inovação Tecnológica em Medicina na FAI

somos-inovadores-inovação-we-are-innovative-innovation-industria-cni-fiesp-firjan-fiergs-criatividade-brasil-brazil-sao-paulo-porto-alegre-bravence-aldo-della-rosa-196

As Faculdades Adamantinenses Integradas (FAI) receberam na tarde desta segunda-feira, 8, a visita do livre docente e chefe da disciplina de Telemedicina da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), Prof. Dr. Chao Lung Wen, que repassou orientações sobre tecnologia em Medicina a professores da instituição.

A palestra indicou maneiras de estruturar o Programa de Inovação Tecnológica que a FAI estuda implantar para dar suporte aos cursos da área de Saúde. “A ideia é mostrar como as tecnologias, que eu vou chamar de emergentes, que podem ser utilizadas nesses próximos três anos, podem aumentar a eficiência do aprendizado dos estudantes e podem otimizar para uma nova relação [tecnológica] na formação dos futuros profissionais, o que chamaremos de aprendizado integrado. É basicamente o uso de tecnologias móveis interativas para o fortalecimento da aprendizagem em Medicina e como incentivar os alunos do curso a trabalharem em parceria com os profissionais de Saúde”, descreveu Chao Wen.

Segundo o diretor geral da FAI, Prof. Dr. Márcio Cardim, a instituição tem buscado o que há de melhor no país para, em parceria com a USP, instalar junto ao curso de Medicina um Laboratório de Inovação Tecnológica. “Desta forma, estaremos investindo com segurança em equipamentos que propiciarão aos nossos alunos um real aprendizado”, afirmou Cardim, ao destacar que a visita do livre docente representa um avanço na estruturação do novo curso. “Outra proposta que o professor Chao nos apresentou é a do programa Jovem Médico que, desde o primeiro ano, o aluno de Medicina estaria acompanhando atendimentos a fim de implantar ações de saúde preventivas e de atenção básica usando a estrutura da FAI”, acrescentou o diretor.

Para o Prof. Dr. Chao Wen, o desafio da FAI é preparar médicos para a próxima década. “A missão da FAI não é ensinar a Medicina de hoje, mas a do ano 2021, que é quando se forma a primeira turma. Portanto, incorporar tecnologias é fundamental”, salientou.

A partir da parceria com a USP, a FAI se torna a terceira Instituição de Ensino Superior do Brasil (ao lado também da Universidade do Estado do Amazonas, a UEA) a utilizar a integração da tecnologia da impressora 3D (tridimensional) com a disciplina de Anatomia. “Posso afirmar que toda a área de Saúde será beneficiada com o curso de Medicina seja através de palestras ou de investimentos”, garantiu Márcio Cardim.

A palestra contou com a participação do coordenador do curso de Medicina da FAI, Prof. Me. Cesar Antônio Franco Marinho, da diretora acadêmica, Prof.ª Dra. Fúlvia de Souza Veronez, da Prof.ª Dra. Marisa Furtado Mozini Cardim, responsável pela elaboração do projeto pedagógico do curso e dos professores dos cursos da área de Saúde da instituição.

Fonte: http://www.ginoticias.com.br/noticias/educacao/educacao/livre-docente-da-usp-orienta-sobre-programa-de-inovacao-tecnologica-em-medicina-na-fai/

Você pode gostar...