Visita do vice-secretário de Estado dos Estados Unidos, John J. Sullivan

O vice-secretário de Estado dos Estados Unidos, John J. Sullivan, realizou visita de trabalho a Brasília, em 22 de maio de 2018, acompanhado pela secretária adjunta de Assuntos Econômicos e Empresariais, Manisha Singh, e pelo secretário adjunto interino para Assuntos do Hemisfério Ocidental, Francisco Palmieri.

O ministro interino das Relações Exteriores, Embaixador Marcos Galvão, recebeu o vice-secretário e sua delegação em um almoço de trabalho e uma reunião em que foram discutidos vários aspectos da parceria Brasil-EUA.

Por ocasião do encontro, o embaixador Marcos Galvão e o vice-secretário John Sullivan lançaram o Foro Permanente de Segurança Brasil-EUA. Resultado do sólido trabalho conjunto entre o Brasil e os EUA no combate aos ilícitos transnacionais, a iniciativa baseia-se no fortalecimento da colaboração entre os órgãos e agências de segurança pública dos dois países.

O vice-secretário Sullivan liderou a delegação dos EUA, que incluiu o Embaixador dos EUA em Brasília, P. Michael McKinley, o Secretário Adjunto Interino Palmieri e representantes da Embaixada dos Estados Unidos e adidos do Departamento de Segurança Interna, do Departamento de Justiça e do Departamento de Defesa.

O Embaixador Marcos Galvão, Secretário-Geral das Relações Exteriores, liderou a delegação brasileira, que incluiu representantes do Ministério das Relações Exteriores, do Ministério da Justiça, do Ministério da Defesa, do Gabinete de Segurança Institucional e do Ministério Extraordinário para Segurança Pública.

O Foro será coordenado pelo Itamaraty e pelo Departamento de Estado e tem por objetivo criar condições favoráveis para a articulação interagências e o desenvolvimento de estratégias operacionais em torno de seis áreas temáticas pré-definidas: narcotráfico, tráfico de armas, delitos cibernéticos, lavagem de dinheiro e crimes financeiros, terrorismo, e cooperação institucional.

A primeira reunião de trabalho do Foro está prevista para ser realizada ainda este ano, em Washington, DC.

O secretário-geral e o vice-secretário discutiram outros objetivos prioritários no relacionamento bilateral, de acordo com a “Agenda de 10 pontos Brasil-EUA”, tais como comércio e investimento, cooperação espacial, e defesa. O secretário-geral e o vice-secretário celebraram a troca de notas que completa o processo de ratificação do Acordo sobre Transportes Aéreos (acordo “Céus Abertos”). Eles também saudaram a retomada das negociações do Acordo de Salvaguardas Tecnológicas. A ocasião também serviu para uma troca de ideias a respeito das questões regionais mais relevantes, incluindo a resposta à crise política, econômica e humanitária na Venezuela, à luz do pleito de 20 de maio que careceu de legitimidade e credibilidade, bem como questões globais, com destaque para a desnuclearização da Península Coreana.

Os encontros evidenciaram o caráter amplo, dinâmico e produtivo da parceria Brasil-EUA, destacando o compromisso de continuar trabalhando em iniciativas que contribuam para a prosperidade econômica e a segurança das duas sociedades.

Você também poderá gostar...